Em reunião com a Febralot, Caixa apresenta estratégias para os principais problemas

WhatsApp Image 2019-02-13 at 20.33.00

Na tarde do dia 13 de fevereiro a convite da Presidência da Caixa Econômica Federal a FEBRALOT, através de seu presidente e vices, esteve em Brasília para tratar os assuntos a seguir:

 

  1. Relação Caixa x Empresários Lotéricos – Diante da mudança de governo a presidência da Caixa foi questionada em como pretende reverter o desgaste de sua imagem junto aos lotéricos. Os dirigentes da entidade apresentaram um plano de ação que está em desenvolvimento e que busca valorizar a Categoria através da implantação de novos e mais atraentes produtos para a população e que proporcionem uma melhor rentabilidade aos empresários do setor. Todas as Superintendências Regionais devem participar deste processo. Atualmente as decisões acertadas em Brasília em parceria com a FEBRALOT não estão sendo aplicadas nas SRs, muitas vezes por falha na comunicação.
  2. Carro-forte – Com relação aos novos valores do adicional de carro forte prometido para julho de 2018 e até hoje sem solução. Em suas considerações foram apresentadas justificativas de mudanças no quadro de direção da gestora e esta mudança representa um grande investimento para a instituição que precisa ser aprovado em diretoria. Este problema, ao que tudo indica, está resolvido e acertado para que, ainda em fevereiro, tomemos conhecimento dos valores para análise da FEBRALOT e em caso de aceite serão implementados o mais breve possível.
  3. Nova empresa Caixa – Houve um questionamento para saber como será a migração das loterias para a nova empresa Caixa Loterias e que impactos poderia trazer para Rede Lotérica. A Caixa diz que não deve haver impactos pois está assegurada a permanência da rede e, com uma nova empresa, os processos relacionados a jogos devem ter mais agilidade em suas execuções. Não há prazo estabelecido, mas o interesse é que ocorra ainda neste ano.
  4. Jogos – A FEBRALOT, em todas as reuniões, critica a morosidade nas implantações.  A permitente, em resposta, diz que quando houver a Caixa Loterias estes processos de novos jogos deverão ser mais ágeis. Mais uma vez a Febralot apresentou o pedido de uma nova modalidade com grau de dificuldade maior do que os jogos já existentes e que proporcionem grandes acumuladas. A Caixa respondeu que uma empresa de consultoria foi contratada para pesquisar entre apostadores e empresários sobre os tipos de jogos que mais agradariam e consequentemente gerassem melhor retorno. Sobre o que já estava planejado e as respostas foram que o  SUPERSETE deverá ser implantado em julho deste ano e em breve a LOTOGOL deverá ser descontinuada. O marketing passará a ser regionalizado possibilitando mais propaganda com os mesmos investimentos atuais.
  5. Problemas técnicos – A Caixa trabalha com o prazo de normalização de todos os chamados técnicos até o fim de fevereiro. Foi montada uma estrutura de acompanhamento de todos os chamados e já está acontecendo uma diminuição na quantidade de chamadas abertas.
  6. A Febralot também confirmou que, mesmo mudando para Caixa Loterias, está preservada para a Categoria a data-base de revisão das tarifas.

 

Entendemos que ainda é muito pequeno o prazo que esta nova administração teve para tentar resolver os problemas da Rede, mas percebemos um empenho na busca de soluções. A FEBRALOT está atenta e acompanhando todas as medidas que estão sendo adotadas para que a Classe não seja prejudicada.

 

A Febralot está atenta a todas as mudanças, torce pelo sucesso desta nova gestão mas, em momento algum vai abandonar seu trabalho político no Congresso, e sim intensificar e ampliar sua Frente Parlamentar, pois sabe que pode precisar a qualquer momento.

 

Juntos somos mais fortes.

 

Lotéricos Valem Mais!

 

Febralot