Febralot convidada a participar de audiência pública

Febra 2

A Federação Brasileira das Empresas LotéricasFebralot foi uma das entidades brasileiras ligadas à jogos que foi convidada a participar de uma audiência pública da Comissão do Esporte no Congresso Nacional e como representante legal da Rede Lotérica em nível nacional, não podia deixar de participar.Febra1

Esteve representando a Federação o Vice-Presidente RICARDO AMADO COSTA e participaram também as seguintes entidades: KAREN MARCELA SIERRA CASTRELLON, Diretora de Relações Governamentais e Desenvolvimento Empresarial da América Latina e Caribe na Gaming Laboratories International (GLI); GENE CHAYEVSKY, Presidente Executivo da Região Europa-América Latina da BMM Testlabs; BRÁULIO DO CARMO VIEIRA DE MELO, Delegado da Polícia Federal e Chefe de Gabinete do Deputado Federal Delegado Pablo; RUI MAGALHÃES, CEO da Estoril Sol Digital; TIAGO HORTA BARBOSA, Diretor de Desenvolvimento Empresarial da SportRadar; WITOLDO HENDRICH JÚNIOR, Sócio da Online IPS Administração de Pagamentos e especialista em Regulação de Jogos; EDGAR LENZI, CEO da BetConsult e Advogado da LenziAdvocacia; ÓSCAR MADUREIRA, Lektou Advogados (Macau/Lisboa) – Modelos Regulatórios Macau/Portugal; LORENZO CACI, SportRadar – Possibilidades de Negócio; MAURO DE FABRITIIS, MAG – Regulador (Espanha e Colômbia); WILLIAM SCOTT, Warrenside Limited; DANIEL LAMBERTI, Chief Operations Officer da Meridian Worldwide; ANNA SHAHBAZYAN, Diretora da América Latina da Betconstruct; ROBERTO CARVALHO FERNANDES, Sócio do Escritório Brasil Fernandes Advogados; PIERRE TOURNIER, Diretor de Relações Governamentais da Remote Gambling Association (RGA); JOÃO PEDRO CAMARGO, Diretor da 89 Investimentos; GERMANO LINCOLN, Diretor da 89 Investimentos; VICENTE CÂNDIDO, Diretor de Relações Institucionais e Internacionais do Sport Club Corinthians Paulista; LUIZ FELIPE SANTORO, Consultor Jurídico da Confederação Brasileira De Futebol.Febra 3

A audiência foi uma iniciativa do deputado federal Evandro Roman (PSD – PR) para discutir a legalização do jogo online no Brasil, especialmente as apostas esportivas. O governo deve dar andamento nas discussões rumo a uma definição em até 90 dias.

Ricardo Amado abriu seu discurso destacando a representação legal da Febralot junto aos mais de 13.000 lotéricos de todo o país e a importância desta participação no evento. Disse que a Febralot tem um segmento cujo DNA é jogo e para isso foi criada, por isso, vê com bons olhos o incentivo ao aumento dos diferentes jogos no país com a certeza de um impulso do setor com a regulamentação dos jogos. Destacou a importância da participação da Rede Lotérica quando o texto definitivo for regulamentado em função da capilaridade e do quanto a Categoria pode colaborar com o governo para a expansão das arrecadações proveniente de apostas esportivas. Também agradeceu o constante apoio do Congresso Nacional em tudo que a Rede Lotérica através da Federação sempre solicita no tocante ao seu desenvolvimento conjunto aos parlamentares.