Relatório de reunião com a Gerpa e Sualo

Reuniao Febralot 01_19 A

Nos dias 22/01 e 23/01 presidentes dos sindicatos estaduais, FEBRALOT e Caixa Econômica Federal estiveram reunidos em Brasília para tratarem de assuntos importantes para a rede lotérica.

No dia 22/01 a reunião foi com a área de TI e com a GERPA. Na primeira parte do encontro os representantes lotéricos pediram esclarecimentos com relação aos problemas que ocorreram com o sistema neste mês bem como a difícil situação relacionada à manutenção de nossos equipamentos.

Em seus esclarecimentos a TI informou que por encerramento das garantias dos equipamentos foi realizada uma licitação para determinar a empresa encarregada da manutenção de nossos equipamentos. A empresa vencedora foi a DIEBOLD. Porém por problemas ocorridos esta empresa foi desclassificada e o contrato foi assinado com a segunda colocada que foi a ATP. Como os equipamentos eram da DIEBOLD até que a mesma repassasse as peças de reposição para a ATP durante um período ocorreram dificuldades que segundo a TI estariam sendo resolvidas nesta semana. A ATP já fazia a manutenção de 7.000 equipamentos e agora passou para 35.000.

Com relação às falhas no processamento deste mês foi esclarecido que as mesmas não ocorreram devido a nova plataforma de boletos e sim por uma falha no equipamento principal que foi solucionado em 90 minutos, porém para o restabelecimento e normalização do processo foram necessários um tempo um pouco maior.

Os representantes lotéricos apresentaram criticas a falta de comunicação da gestora com a rede. Fatos acontecem e a Caixa não comunica e muitas vezes, um comunicado poderia evitar o desgaste que os lotéricos  passam com seus clientes.

Após a participação da TI foi a vez de tratarmos com a GERPA e o assunto principal foi as alterações no sistema de adicional de segurança previstas para ser implantada neste mês. Conforme nossa ultima reunião a GERPA anunciou duas mudanças. A primeira com relação ao ad valorem que passaria a ser calculado o repasse para os lotéricos não mais através dos valores de entrada nas lotéricas e sim pela diferença entre créditos e débitos. A segunda que o valor fixo de R$ 1.960,00 pagos atualmente seria alterado por um valor por coleta efetiva criando assim um processo mais justo onde o lotérico estaria recebendo valores pelo efetivo uso do transporte de valores. A GERPA esclareceu que devido às alterações na administração do banco estas mudanças ainda não foram submetidas ao conselho administrativo, portanto, ainda não estão aptas a serem implantadas. Mais uma vez a FEBRALOT criticou a falta de comunicação da CEF. Somos informados em nossas reuniões, mas a CEF não comunica a sua rede.

Também neste encontro com a GERPA foi anunciada uma programação de troca de mobiliário  para as lotéricas que ainda não estão padronizadas pelo modelo novo. A Caixa já tem a programação e em breve estará repassando a todos. Lembramos que o modelo novo é o estabelecido em 2012 e grande parte da rede já possui.

No dia 23/01 fomos apresentados ao novo presidente da Caixa que fez uma longa explanação de seus planos a frente da instituição e os reflexos para toda rede lotérica. Em sua fala comentou principalmente que não haverá privatização das loterias e que em sua gestão o canal será muito valorizado. As loterias passarão por um processo de mudança e deixarão de ser uma área dentro da entidade e passará a ser uma empresa de capital aberto proporcionando a entrada de acionistas, mas sempre com o controle por parte da gestora. Também nesta oportunidade fomos apresentados ao novo presidente desta empresa. Maiores detalhes destas mudanças serão anunciados em nossas próximas reuniões. Reuniao Febralot 01_19 B

As explanações foram bem recebidas por todos os sindicatos presentes que procuraram neste primeiro momento não entrar em grandes discussões, pois os presidentes assumiram há poucos dias e ainda estão se familiarizando com os problemas da rede.

Na sequencia ocorreu uma reunião com a SUALO e os principais temas tratados foram a Loteria Federal e suas mudanças e a implantação do SUPERSETE.

Na Loteria Federal fomos comunicados que a partir de março já estará sendo implantada a nova distribuição de bilhetes,  onde quarta e sábado passarão por alterações em suas quantidades.  As cotas serão 100.000 bilhetes nestes dias promovendo uma redução de mais de 60.000 bilhetes em cada semana. A princípio todos os empresários deverão ter suas cotas reduzidas em 40%, no sábado, e aumentadas em 10% na quarta. Os valores passarão dos atuais R$ 30,00 para R$ 40,00 mantendo assim o faturamento atual.

As Superintendências Regionais aproveitarão esta oportunidade para acertos pontuais nas cotas de bilhetes.

Outros pontos foram tratados e devem ser pautas de futuras reuniões e serão divulgados oportunamente.