Nota de luto e repúdio

A Federação Brasileira das Empresas Lotéricas – Febralot, encerra este ano com uma nota de repúdio à falta de segurança que tomou o nosso país e principalmente os empresários de nossa Categoria.

Vivemos um ano com incontáveis casos de assaltos às unidades lotéricas em todos os Estados da Federação. Situação que vem se agravando com ações cada vez mais ousadas de meliantes onde, blindagens foram estouradas, casas lotéricas foram ameaçadas de serem incendiadas, funcionários estiveram à frente de armas cada vez mais poderosas, paredes de comércios vizinhos foram explodidas para roubarem cofres de lotéricas e ao fim do ano, o derradeiro caso do colega que morreu com um tiro no rosto ao realizar o transporte valores que na verdade são do Banco e cuja segurança deveria ser paga integralmente pelo Banco para que o empresário não se coloque em risco.

.

A situação se agrava a cada ano, a cada mês e a cada dia por conta dos inúmeros serviços que fazem com que a rede lotérica em todo o país passe a substituir as agências bancárias. A segurança dos estabelecimentos lotéricos, em contrapartida, não acompanharam o mesmo nível das agências bancárias e isso tornou os empresários do setor alvos fáceis.

Estamos de luto pelo amigo empresário lotérico Walter de Moraes que morreu no último dia 17 de dezembro em decorrência de um assalto em Ibitinga – SP, realizando sua obrigação profissional e nos solidarizamos com a família com muito pesar. Um chefe de família nos deixa às vésperas das festas de fim de ano… Embora toda perda seja sem justificativas, não há momento pior para uma família do que perder alguém de tamanha importância nesta época.

A Febralot se entristece e espera que os novos governantes mudem para melhor a nossa história no ano que se inicia.

A Rede Lotérica não pode mais continuar refém da insegurança nacional.

#LotéricosValemMais

Jodismar Amaro

Presidente